Não existe design ruim. Existe design feio.

O designer italiano Bruno Munari (1907-1998) tornou famosa uma frase de seu amigo Antonio Rebolini, que dizia: quando um problema não pode ser resolvido é porque não é um problema. Mas quando um problema pode ser resolvido, então não é um problema.

Nesse sentido, o design de um produto ou gráfico é a solução de um determinado problema, que se resolve, em linhas gerais, através de um processo lógico, coerente e criativo.

Se ele não resolve um determinado problema, ele perde seu próprio sentido. Não é um design, mas apenas um projeto que não cumpre com eficiência o seu propósito. Ainda que possa ser esteticamente atraente.

Lembro que quando estudava Desenho Industrial um colega certa vez desenvolveu um assento, mas que não saiu do papel. Tínhamos um simpático professor de perspectiva, cujo nome se perdeu em algum ponto de fuga da minha memória, que ao verificar o desenho do meu colega, disse com bom-humor:

– Meu filho, sua cadeirinha está interessante. O único problema é que, quem se sentar nela, vai cair.

Ou seja, era apenas mais um projeto com rostinho bonito, mas que não funcionava.

Nem sempre beleza e design falam a mesma língua.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *